sábado, julho 11, 2015

Calceteiros terminam curso com aula prática na Praça do Ó

Nesta quinta-feira, dia 9, 50 funcionários concluíram o segundo curso de Qualificação de Mestres Calceteiros com uma aula prática na Praça do Ó, na Barra da Tijuca.

Eles consertaram um desnível existente na praça e confeccionaram um peixe na calçada que dá acesso à praia, para marcar a passagem de três experientes calceteiros portugueses que vieram ao Rio de Janeiro para dar o curso e capacitar as equipes que trabalham fazendo a manutenção das calçadas portuguesas na cidade do Rio de Janeiro.

O subprefeito Alex Costa elogiou a iniciativa da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos que promove este mês uma série de eventos sobre as pedras portuguesas.

- Capacitar nossos funcionários para manter as calçadas em perfeito estado, ao mesmo tempo capacitando-os para em uma função específica é muito bom. Ganha a nossa cidade e ganham esses profissionais – destacou Alex Costa.
 
Entre os eventos programados para este mês está a exposição “Tatuagens urbanas e o imaginário Carioca”, no Museu Histórico Nacional, situado na Praça XV, Centro do Rio. Até o dia 1º de agosto será possível conhecer muito sobre a história das pedras portuguesas: origem, chegada ao Rio de Janeiro, tapetes cariocas e a influência dessa marca da cidade em setores como a arte, a moda e muitos outros. A exposição está dividida em três módulos: histórico (com acervos de várias instituições, como o Museu da Cidade de Lisboa, Museu da Cidade e Castro Maya, além de registros relacionados aos calçadões de Copacabana e Ipanema), com curadoria de Solange Godoy; o módulo calceteiro, que contará com acervo do Museu dos Moldes de Lisboa, além de fotografias e filmes de várias épocas; e o módulo imaginário carioca.
 
 
Também fez parte do evento o Seminário Calçadas Públicas, que aconteceu no dia 23 de junho, no Auditório do Museu Histórico Nacional. O objetivo principal do encontro foi discutir com arquitetos e urbanistas do Brasil e de Portugal novas soluções e mudanças na atual legislação para que a cidade do Rio de Janeiro possa avançar no tema ‘calçadas'.

Aconteceu também o Curso de Qualificação de Mestres Calceteiros. O projeto discutiu a importância da conservação e adaptação das calçadas aos novos padrões de mobilidade e acessibilidade urbanas, além de formar novos calceteiros, através de seminários e oficinas especializadas. Desde o dia 15 de junho, a qualificação contou com ​aulas ​com​ mestres que trabalham na Prefeitura de Lisboa, que ensinaram a técnica do calçamento em pedras portuguesas.

O objetivo da Prefeitura do Rio com esse curso de especialização é reciclar o grupo de calceteiros e garantir a qualidade do assentamento de pisos em pedras portuguesas na cidade. Os professores portugueses de Lisboa que passaram os últimos 15 dias no Rio de Janeiro ensinando as equipes da Prefeitura do Rio, Manuel Almeida, Carlos Conceição e José Cunha, elogiaram a iniciativa de manter viva a tradição das calçadas portuguesas.