sábado, julho 18, 2015

Viaduto Graça Couto - Barra x Gávea

Paulo Bittencourt Rodrigues









==== DCE Raul Amaro PUC-Rio =====

Caros alunos,

É função nossa, na condição de representantes do corpo discente, lutar fora dos muros de nossa Universidade por mudanças que beneficiem os estudantes. É por isso que resolvemos encampar uma pauta das grandes: a reabertura do Viaduto Graça Couto, que em muito beneficiará os alunos de São Conrado, Barra, Leblon, Recreio, JPA, etc.



Aos que não o conhecem, esse Viaduto fica logo na saída do túnel Zuzu Angel, à esquerda, no sentido Barra -> Gávea. Está fechado há mais de 10 anos, por pressão da Associação de Moradores da Gávea, que reclamava do trânsito / barulho.

Entrando por esse viaduto, cai direto na Marquês de São Vicente, bastando descê-la e fazer o contorno... para chegar na PUC. Pouparia um bom tempo dos alunos, que atualmente precisam fazer o contorno no Leblon (pelo Batalhão ou pelo Flamengo), congestionando desnecessariamente vias daqueles que estão indo para a Barra, como a Bartolomeu Mitre.

Para que nosso pleito avance e tenha sucesso, dependeremos do apoio de vocês, alunos! Ao longo dos próximos meses, estaremos em contato com Associações de Moradores interessadas em debater a questão e com as autoridades competentes, buscando uma solução consensual para o caso. Não alcançando uma decisão razoável, faremos uma manifestação na Lagoa Barra ou na Marquês, para que nossa voz seja ouvida e nossa demanda atendida.

CONFIRMEM PRESENÇA, CONVIDEM SEUS AMIGOS E COMPARTILHEM! VAMOS MOSTRAR QUE ESSE PLEITO TEM MUITO APOIO!

Segue artigo que versa sobre a questão e ainda oferece uma sugestão 'de meio termo':
http://www.jb.com.br/transito/noticias/2011/08/15/atendendo-a-um-bis-necessario/

Notícia que fala da pressão das Associações da Barra e da resistência da Associação da Gávea: http://aibnews.com.br/noticias/plantao-rio/2011/07/barra-luta-pela-reabertura-do-viaduto-graca-couto.html?imprimir

Obs.: Na imagem, o Viaduto Graça Couto é a entrada, logo no canto, à esquerda.