segunda-feira, julho 18, 2016

APTIDÃO FÍSICA! VOCÊ NO CONTROLE DA SUA VIDA

Luciene Cury









Escrever sobre condicionamento, dicas, sobre saúde e boa forma e até mesmo sobre o porquê de um bom condicionamento físico, estamos entupidos de informações na internet










Mas o “pra que” de termos uma condição física exemplar é tão importante, se não somos atletas de ponta, não é tão explanado?





Se remetermos aos nossos antepassados, lá nos primórdios do surgimento do Homo Sapiens, vamos concordar que nascemos para o movimento. Ser ágil e forte era uma condição para sobrevivência. Com o passar dos anos, foram criados vários artefatos que nos deixam longe daquele tempo de muita movimentação. Criaram a roda que favoreceu a locomoção, portanto andamos menos a pé! Inventaram o controle remoto da TV, logo não levantamos mais do sofá!

O próprio surgimento dos smartphones fez com que, sentados no sofá, possamos trabalhar, passar e-mails, falar com amigos, ver um filme sem precisarmos de nenhuma locomoção! E o que isso vem causando ao homem? Perda de um bom condicionamento físico!
Três são as valências físicas que formam um pilar para se ter uma boa aptidão física, correlacionada à promoção da saúde e à saúde orgânica.

- ter uma boa condição cardiorrespiratória
- ter força muscular
-ser flexível, a nível de alongamento e flexibilidade




Essas três valências físicas quando trabalhadas de uma forma proficiente, fazem que nós tenhamos uma melhor capacidade para o movimento e melhor saúde funcional. Precisamos estar aptos para a realização de atividades físicas em geral cotidianas, como trabalho, práticas esportivas e recreativas.




O cardiovascular é considerado o mais importante. A pessoa com essa valência bem treinada apresenta mais eficiência nas atividades da vida diárias, chamadas de AVDs


A capacidade de gerar mais força torna o individuo mais capaz de realizar tarefas com menos esforço, economizando energia. A musculatura fadigada pode contribuir para que o indivíduo possa sofrer acidentes domésticos. As tensões musculares ajudam a manutenção da massa óssea e prevenção da osteoporose.

Ser flexível faz com que o indivíduo tenha maior amplitude de movimento e a melhora da postura, assim como músculos, tendões, ligamentos e tecidos conectivos apropriados para a prevenção e o alivio de dores crônicas.

O programa de condicionamento físico para pessoas que buscam qualidade de vida difere-se dos atletas amadores e de alto rendimento. Fisiologicamente eles são iguais. O que vai diferenciar é o objetivo relacionado à prática. Isso sim, determinará a duração, a intensidade e a frequência nos treinamentos.

Bons treinos!