terça-feira, julho 26, 2016

Poesia, Prosa entrelinhas

Gisele Lemos

A semana começou nublada, e as notícias nem tão boas, como a questão:¨ Delegação da Austrália reclama da Vila dos Atletas, e a frase do Prefeito Eduardo Paes no desejo de apaziguar a crise, quer colocar Cangurus nas Olimpíadas...

Bom humor à parte, que serve a temperança, nessa semana cito a poesia de Machado de Assis, que é valorosa ao cérebro e a inteligência humana, além de fazer bem à alma.

MACHADO DE ASSIS: ¨A VIDA SEM LUTA É UM MAR MORTO NO CENTRO DO ORGANISMO UNIVERSAL¨

Mar Morto

Venta novos caminhos ao longe
O horizonte que aponte arestas e frestas.
Olhar à natureza é beleza viva
Colha os frutos de nossas trilhas desertas
Desobedeça à ordem universal
Suba contra toda maré revolta
Existem trilhas inalcançáveis
Reveja seu humor
No olhar que coteja a esperança.

Acontece:  Leituras Dramatizadas, ¨As Forças Caudinas, Machado de Assis¨

Com objetivo pedagógico, Academia Brasileira de Letras, ABL, no dia 27 de julho às 15:00h no Teatro R. Magalhães Jr.  Entrada Franca.