sexta-feira, outubro 21, 2016

COLUNA ESPAÇO MOTOR

João Mendes



EXCLUSIVO CHEVROLET ONIX ACTIV

O Chevrolet Onix é o carro mais vendido do Brasil mas se você quiser ter a versão mais exclusiva o nome dela é Activ. Ela tem um desenho diferenciado nos para-choques dianteiro e traseiro, faróis máscara negra, molduras nas caixas de roda, rack no teto, molduras especiais também embaixo das portas, retrovisores externos com capa preto brilhante, um interior com forração exclusiva nos bancos e no painel, o banco do motorista é 40 mm mais alto e todo carro é 30 mm mais alto que o Onix original


O Onix Activ leva também pacote top de conectividade, My Link, e o sistema On Star, exclusivo da Chevrolet. Tem também câmera de ré e sensor de chuva para ativar o limpador. Seu motor é 1.4 Flex de 106 cavalos e o câmbio automático com 6 marchas. Essa versão chama mais a atenção pelo seu design e impressiona mais ainda quem entra nela e percebe bem que ela é muito mais sofisticada que a versão de entrada do Onix que custa R$44.890. O preço do Onix Activ começa em R$57.490 e a versão testada na cor Laranja Burning com pacote top de acessórios e equipamentos fica em R$64.140. É um bom dinheiro para se dar num Onix mas é um Onix exclusivo e completíssimo.


                                        JEEP COMPASS FLEX

Na primeira semana de novembro as 200 concessionárias da marca Jeep estarão expondo e comercializando o Jeep Compass mostrado recentemente para a imprensa, inicialmente na versão com motor diesel, e agora com motor 2.0 Flex. Andei com o modelo por estradas e cidades do litoral paulista, região do Guarujá, e gostei muito do carro que tem boa relação custo benefício quando comparado com seus maiores concorrentes, Honda HR-V, Mitsubishi ASX, Hyundai IX35 e Kia Sportage.



Além de abocanhar o mercado ocupado por esses SUVs o Compass certamente vai atrair habituais compradores de sedans pelo seu espaço, conforto e pela sua dinâmica já que não tende muito a rolar nas curvas e tem condução firme resultado da suspensão independente nas 4 rodas e dos modernos amortecedores FSD – Frequancy Sensitive Damping. O Compass Flex leva o motor Tigershark 2.0 16V que desenvolve até 166 cavalos de potência a 6.200 RPM e torque máximo de 20,5 kgfm a 4.000 RPM. Esse motor é produzido no México e o carro montado na fábrica do Grupo FCA em Goiana – PE. Todas as versões possuem câmbio automático de 6 velocidades com possibilidade de trocas manuais em borboletas junto ao volante. Testei a versão Longitude que é a intermediária e achei o motor silencioso, o nível de ruído na cabine também é bom e assim o carro fica mais confortável, para isso a Jeep colocou guarnição tripla nas portas. Muitos itens de conforto tem que serem destacados como sensor de estacionamento, câmera de ré com as linhas dinâmicas, Speed Warning, que alerta quando ultrapassa uma velocidade programada, Seed Limit que leva o carro até uma velocidade programada e não deixa ele ultrapassar esta velocidade, Cornering Lights, faróis que se direcionam para o lado que se vai fazer a curva, Lane Change, alerta para mudança de faixa sem sinalização, fechamento de vidros One Touch para todos os 4 vidros, telecomando para abrir todos os vidros a distância, partida remota, 15 porta objetos inclusive um embaixo do banco do passageiro para guardar objetos com mais segurança. O Compass tem porta-malas em dois níveis e sua capacidade é de 410 litros mas com os bancos rebatidos passa para 1.191 litros. O freio de estacionamento é eletrônico com acionamento automático e a liberação também é automática. Com o carro em movimento, em qualquer velocidade, este freio de estacionamento funciona como um freio de emergência e freia o carro até a parada total. Como a tecla de acionamento esta no console central ela pode ser acionanda por qualquer pessoa em caso de emergência. O Jeep Compass tem 3 anos de garantia sem limite de quilometragem e na versão Flex os preços são: Sport R$99.990, Longitude R$106.990 e Limited R$124.990. A expectativa da chegada ao mercado deste segundo produto da Jeep produzido no Brasil é muito grande por ser ele um produto global, lançado primeiramente por aqui, e pelos preços praticados que são mais atraentes do que os da concorrência pelo que o carro apresenta.


REGULAMENTAÇÃO DO SOM AUTOMOTIVO

O CONTRAN, Conselho Nacional de Trânsito, aprovou a resolução nº 624

que institui autuação para condutor que for pego com som automotivo audível do lado de fora independente do nível e frequência, e que perturbe o sossego público em vias terrestres de circulação. A infração é considerada é grave será acrescida de 5 pontos na CNH do condutor.

TESTANDO JAC J3 COM 100 MIL 

Estou testando um JAC J3 sedan que esta com quase 100 mil km rodados. O carro parece estar muito bom e o meu comentário sai na próxima edição.