quinta-feira, janeiro 19, 2017

Riotur, ABIH-RJ e Rio CVB apresentam ações integradas para promover o destino Rio

Medidas de segurança em parceria com SEOP, DEAT e Guarda Municipal estão entre as ações em andamento

Colaboração, parceria e trabalho. Foram com base nestas três palavras que os representantes da Riotur, Associação de Hotéis do estado do Rio (ABIH-RJ), Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB), SEOP, DEAT e Guarda Municipal apresentaram à imprensa, nesta quarta-feira (18), no Pestana Rio Atlântica Hotel, as ações previstas para fortalecer a economia do turismo na cidade do Rio de Janeiro. Entre as prioridades, estão a criação de um calendário de eventos, a promoção do destino Rio no mercado nacional e nos principais destinos emissores da América do Sul e o reforço na estrutura de segurança, que já está em operação desde o último fim de semana.

Abrindo a entrevista-coletiva, Alfredo Lopes, presidente da ABIH-RJ e do Rio CVB, expôs o cenário atual da hotelaria carioca, que investiu em 20 mil novos quartos por conta das Olimpíadas. O empresário reforçou a importância de fortalecer a captação de eventos e a promoção turística da cidade com o objetivo de equilibrar a taxa de ocupação dos hotéis locais, mesmo durante a baixa temporada.

“Vivemos um momento único como cidade-sede do maior evento esportivo do planeta. Após receber uma Olímpiada, é natural de que haja um esvaziamento de turistas na cidade, a chamada ressaca olímpica. Para manter o fluxo de visitantes, é necessário estabelecer um calendário de eventos robusto e investir no trabalho integrado de promoção do destino com todos os órgãos envolvidos no segmento turístico”.

O novo presidente da Riotur, Marcelo Alves, que foi apresentado oficialmente nesta manhã aos principais gerentes-gerais da hotelaria carioca, falou da necessidade de divulgar o Rio para brasileiros e estrangeiros, e ressaltou a atenção que os turistas que visitam o Rio de Janeiro merecem.

“O Rio precisa ser visto como o protagonista dentro do cenário turístico mundial. Turismo é a nossa vocação. Precisamos trabalhar para transformar o Rio na cidade mais visitada do mundo. Devemos lembrar, também, que o turismo gera divisas e investir neste setor é investir na recuperação da nossa economia ”.

Ainda, de acordo com o presidente da Riotur, as parceiras público-privadas serão essenciais para a nova gestão. “O Rio vem sendo a aposta de grandes marcas que utilizam o nosso cenário para se promover. Devemos ser emblemáticos e nos tornar referência, não apenas no turismo, mas em outros segmentos como moda, gastronomia, música, entre outros”.

Para comentar sobre a estrutura de segurança, a entrevista-coletiva contou com a presença do secretário de Ordem Pública do Rio de Janeiro, coronel Paulo César Amêndola, da delegada titular da DEAT, dra. Valéria de Aragão Sádio, e da comandante da Guarda Municipal do Rio de Janeiro, Tatiana Mendes.

Apesar de estar a pouco tempo na pasta, a delegada Valéria de Aragão Sádio reconheceu a importância das ações realizadas pelo trade turístico carioca e a parceria com as esferas de segurança. “Iremos reeditar e distribuir a Cartilha de Orientações ao Turista, criada pela ABIH-RJ, em 2004. O material é extremamente importante para fortalecer o trabalho preventivo e a segurança turística integrada”.

O atual secretário de Ordem Pública, Cel. Paulo César Amêndola, enfatizou a relevância de uma comunicação única com todos os órgãos que cuidam do bem-estar dos visitantes, do monitoramento e do trabalho efetivo nas principais áreas turísticas do Rio de Janeiro. 

“Vamos reforçar, em parceria com a DEAT e Guarda Municipal, a atuação em áreas como a Zona Sul e o Centro. Além disso, estabelecemos uma única rádio frequência para intensificar a nossa comunicação. Vamos, também, mapear e unificar, no Centro de Operações, as imagens de câmeras de segurança públicas e privadas para o controle da criminalidade”.