terça-feira, fevereiro 07, 2017

Seop ganha o reforço da Central de Monitoramento da Barra

        Setor público e privado unem forças para o ordenamento da região

Ontem, segunda-feira (6), o Secretário Municipal de Ordem Pública, Coronel Paulo Amendola, visitou a sede da Central de Monitoramento da Barra da Tijuca. Na ocasião, foi firmado um acordo de cooperação com o objetivo de somar forças no acompanhamento do trabalho de ordem pública e de segurança na região.  

O coronel foi recebido pelo diretor técnico da central, Rodrigo Taveira, que apresentou as instalações e a operação do espaço, que conta com oito postos de trabalho, dezesseis monitores e seis aparelhos de videowall.

Iniciativa da Associação Comunitária Bairro Seguro (ACBS), a Central de Monitoramento da Barra é uma plataforma online que permite o acompanhamento de imagens 24/7 das câmeras instaladas na 31º Área Integrada de Segurança Pública (AISP).

A 31ª Área Integrada de Segurança Pública abrange Vargens, Recreio, Joá, Barra da Tijuca, Barra de Guaratiba, Camorim, Grumari e Itanhangá. O monitoramento cobre também as áreas de fronteira, incluindo parcialmente a 18ª AISP (Cidade de Deus, Anil, Gardênia Azul e Curicica) e 23ª AISP (São Conrado, Rocinha e Vidigal).

A apuração e análise dos registros de ocorrências acontece a partir de um acordo de cooperação técnica com a Prefeitura do Rio, que permite acesso às imagens das câmeras instaladas na região e estabelece um canal eficaz de comunicação com as autoridades de segurança, visando o reforço à efetividade do policiamento preventivo e ostensivo na região.

A iniciativa ganha ainda mais força com a adesão dos empreendimentos hoteleiros da região, sob a coordenação da Associação de Hotéis do Rio, que está motivando a instalação de novas câmeras no entorno dos hotéis, ampliando ainda mais a abrangência de cobertura da Central de Monitoramento. Na visita, o empresário Alfredo Lopes, presidente da Associação de Hotéis do Rio, ressaltou a importância da iniciativa. “Segurança é uma questão estratégica tanto para os moradores quanto para os turistas e a hotelaria está disposta a colaborar para fortalecer ainda mais essa ferramenta de inteligência e planejamento que é o monitoramento”, explicou Lopes.

“O gasto público com segurança costuma ser concentrado em reforço de equipes e turnos, viaturas, equipamentos, além de estruturas de delegacias e carceragem. A iniciativa dos empresários da região visa contribuir na área da inteligência e prevenção. Com a Central de Monitoramento, é possível integrar imagens das câmeras de condomínios shoppings, empresas e até as residências que desejarem participar. As imagens ficam a serviço dos associados e dos órgãos de segurança”, explica o coordenador do projeto, Rodrigo Taveira, sócio diretor do grupo Unicad, que assina a área técnica da Central de Monitoramento.

Implementado na Barra da Tijuca como projeto piloto, a iniciativa foi viabilizada por investimento 100% privado, com o apoio das associações comerciais do bairro, como Associação de Hotéis do Rio, Rio Convention & Visitors Bureau, Barralerta, Acibarra, Acir Transoeste, Amar e Câmara Comunitária da Barra da Tijuca.

“Segurança, conforme diz a constituição, é um dever do estado e um direito e responsabilidade de todos. Essa visita é mais um desdobramento de uma série de integrações que estamos desenvolvendo na Seop com o objetivo de gerar maior integração entre a iniciativa pública e privada”, destacou o coronel Amendola.