quarta-feira, março 08, 2017

MOVIMENTO JARDIM OCEANICO PRESENTE

Campuzano



                                         
 
 
        Problemas de Segurança e Ordem Pública
Moradores do Jardim Oceânico – Barra da Tijuca – cansados e preocupados com a crescente onda de assaltos a transeuntes e residenciais, tráfico de drogas – Praça do Ó – desordem urbana de um modo geral, resolveram  já em outubro de 2016, a criarem o MOVIMENTO DOS MORADORES DO JARDIM OCEANICO, afim de protegerem o bairro dos constantes atos de vandalismo.
Há anos atrás, o jornal Cidade da Barra fez uma matéria que alertava a comunidade sobre o uso de drogas – maconha e cocaína – dentro de um terreno da Carvalho Hosken Engenharia, que fica no final da Rua Jonh Kennedy, junto a balsa de travessia do Canal de Marapendi, onde duas jovens, aparentemente da classe média alta, foram flagradas pela câmara do nosso fotógrafo, que com uma teleobjetiva fotografou as duas fumando maconha e cheirando cocaína.
Ainda recentemente, viu-se uma menina muito bonita de mais ou menos 15 anos, entrando no terreno de mãos dadas com um homem mais velho (trajava o uniforma do Colégio Santa Monica).  
É comum vê-se entrando nesse local, sempre pela manhã de sábado ou domingo, um menino que vai até as imediações do terreno, se aproxima da sua margem, pega algo e sai.
Seguranças da rua próximo do terreno, alertaram sobre isso.
 
Há muito tempo também, numa reunião patrocinada pelo Dr. Kleber Machado – Presidente da BARRALERTA, com a presença do então Cel. Mouzinho -  do 31º BPM e da comunidade, já se levantava a hipótese do aumento destes problemas com a abertura da Estação do METRÔ, no Jardim Oceânico, o que não deixa de ser um “faca de dois gumes”. O que foi visto logo pela manhã do dia do desfiles dos blocos no bairro, foi uma quantidade de jovens – muitos deles pivetes, quando foi constatado um VANDALISMO total, o que fez o vereador Carlo Caiado, com a ajuda do seu assessor Marcus Balestieri, agirem com rapidez junto ao Subprefeito Thiago Barcello e coibir novos desfiles no ano que vem.
Mas se todos nós pararmos para pensar, podemos ver que assuntos semelhantes são um “PRATO CHEIO” para a mídia, debates e reuniões incansáveis com associações de moradores e, que nada resolvem.
Acho que só o fim da IMPUNIDADE, resolvera tais abusos.
Olhem, a situação é GRAVE  e parece despontar cada vez mais, onde se vê no semblante de cada um desses marginais um OLHAR DESAFIANTE...
Quem não se lembra do filme: “DESEJO E MATAR”, quando Charles Bronson, ao voltar do trabalho, depara-se com uma cena chocante ao ver a sua mulher e filha estupradas e assassinadas no meio da sala? Enlouquecido não titubeou, pegou a sua arma no cofre, saiu à rua e começou a matança de ladrões e assassinos nas imediações do Metrô.
Atenção, senhores leitores, não devemos fazer justiça com as prórias mãos, mas fica aqui uma reflexão.
Hoje terá uma reunião com a presença de autoridades policiais, político e moradores da área que debaterão sobre o assunto.
Local: Colégio Santa Monica – às 19:30h
Avenida Rodolfo de Amoêdo, 420