sexta-feira, março 31, 2017

O Mar e seus Mistérios

Luciene Cury

 








No ultimo Rio Triathlon dia 26/03, um atleta morreu ao fazer a prova de natação que seria de 750 metros. Ele ficou desaparecido e seu corpo foi encontrado dia 27/03 por volta das 16 horas. Não sabemos ainda a “causa mortis”. O afogamento pode ter sido causado por um trauma ou mal súbito. Eu não estava presente na prova mas soube que o mar estava calmo e com a agua transparente. Nessa prova a segurança costuma ser impecável. Em nota para imprensa, a Fterj afirmou que na agua tinham 20 salva vidas. Dois em motos aquáticas e 17 em pranchas de stand-up paddle. Fora isso, guarda vidas fora da agua, acompanhavam a prova de uma torre de observação e uma empresa especializada em competições fazia a segurança da prova. Uma fatalidade! Não conhecia o atleta mas pelas redes sociais diziam que tinha experiencia com corrida e era seu primeiro triathlon.


Quando era sócia e treinadora de uma assessoria esportiva, que ministrava treinos no mar, era muito comum em vésperas de provas como o triathlon, pessoas de fora do Rio de Janeiro e até algumas que treinavam em piscina, nos procurar para treinos específicos no mar. Muitas se inscreviam nessas provas e não tinham nenhum contato com aguas abertas. Eu sempre faço essa comparação: volei de praia e diferente do volei de quadra, mas é o mesmo esporte. Com a natação é igual. Existe diferença entre nadar na piscina e nadar no mar. Executar treinos de entrada e saída do mar para evitar confrontos entre os competidores que podem trazer algum tipo de trauma, varar a arrebentação, aprender sobre navegação, são coisas que não são passadas em um treinamento em piscina. Para nadar no mar, e melhor ser nadador mediano e ter conhecimento sobre a direção das correntes, ventos, ondulações, do que um exímio nadador e não ter experiencia nenhuma com esse ambiente. O mar é instável diferente da piscina que é um ambiente sempre favorável.
Atletas, fica a dica de sempre fazer seu treinamento no lugar específico da prova seja ela qual for. Se for mar, treine no mar, se for corrida em trilha, treine em trilha. Assim você estará mais confiante e preparado para qualquer eventualidade, evitando assim percalços durante sua prova e se resguardando de qualquer dano.
Estou solidária com a família do atleta e que seja apurado a causa do acidente mais rápido possível.