sexta-feira, junho 23, 2017

COLUNA ESPAÇO MOTOR


João Mendes
 








            RENAULT CAPTUR 1.6 
AGORA COM CÂMBIO AUTOMÁTICO

O SUV Captur já esta fazendo sucesso. Lançado em fevereiro deste ano ele agora tem a opção do câmbio automático CVT. A nova versão do Renault Captur tem o pomposo nome de 1.6 SCe X-TRONIC CVT e promete mais conforto e economia de combustível. O câmbio CVT (Continuously Variable Transmission) oferece relações de marcha continuamente variáveis, ou seja, tem “marchas infinitas”. 


O maior diferencial em relação a um câmbio automático tradicional é a ausência de engrenagens. Este câmbio, através de uma correia metálica que une duas polias,  permite aceleração contínua, sem trancos, o que dá a impressão de que o carro nunca troca de marchas mas para que elas sejam trocadas manualmente e para que o carro possa acelerar rápido ou reduzir automaticamente, 6 marchas são simuladas eletronicamente neste câmbio X-TRONIC. Com ele o conjunto mecânico fica 10% menor e 13% mais leve.  Andei com o carro em trechos sinuosos, subidas e descidas e estradas e o câmbio se portou bem com este motor 1.6. Na opção automática o câmbio realmente traz muito conforto, engate o “D”, Drive, e esqueça, só pise no acelerador e freio. Se quiser trocar as marchas manualmente é só deslocar a alavanca, situada no console, para a esquerda, e ir trocando a gosto. Segundo a Renault, o carro com este câmbio CVT, é 3,5% mais econômico na estrada e no perímetro urbano gasta apenas 3% a mais que a versão com câmbio mecânico. Com motor 1.6 e câmbio CVT a versão de entrada é a Zen por R$84.900 e depois tem a Exclusive por R$88.400. Os opcionais  são  sistema Media Nav com a câmera de ré que custa R$2.500 e a pintura biton por R$1.400. O Renault Captur recebeu 4 estrelas em segurança no Latim Ncap e com esta versão com câmbio CVT a Renault espera dobrar as vendas.

             PEUGEOT 3008, NOVA REFERÊNCIA NO SEGMENTO 

Peguei o Novo Peugeot 3008 e já entrei na estrada. O percurso inicial saindo do Rio de Janeiro e indo a Petrópolis com muitas subidas e descidas, e o carro foi surpreendendo a cada momento. A posição de dirigir é ótima com todos os comandos a mão, nota 10 em ergonomia, o volante tem raio mais curto com base e topo achatados, diferente de todos os outros carros. O painel de instrumentos é visualizado por cima do volante, é o I-Cockpit, segunda geração, todo digital em tela de 12,3” e totalmente configurável. No centro do painel, uma tela elevada de 8”, mostra a central multimídia com total conectividade, tela essa sensível ao toque onde se monitora além a câmera de ré, com guias dinâmicas, e uma visão 180º. Mais abaixo uma fileira de teclas com os comandos usuais mas com design moderno e sofisticado e acabamento em alumínio. 


Os revestimentos da cabine possuem materiais agradáveis ao toque e mesclam plásticos com tecido enquanto os nos bancos prevalece o couro. No painel uma novidade, carregado de bateria de smartphone por indução mas para isso o aparelho tem que ser compatível, alguns da Sansung já são e a Apple caminha neste sentido.


 Nos dois bancos dianteiros um massageador com 5 programas e pra dar mais charme na viagem teto panorâmico. O Novo 3008 tem uma nova plataforma, enquanto o antigo era mais um crossover, uma mistura de utilitário com tocada de sedan, o novo esta mais para um SUV com o maior porta-malas de categoria, 520 litros e ainda vários porta-objetos que totalizam 32 litros. Andando impressiona a firmeza nas curvas, as arrancadas e a disposição do premiado motor 1.6 THP (turbo de alta pressão ) que desenvolve 165 cavalos. O câmbio é automático de 6 velocidades, com possibilidade das trocas manuais em borboletas junto do volante, e a direção é elétrica. No consumo de gasolina levou nota A do Inmetro com 9,4 km/l na cidade e 9,6 km/l na estrada mas na verdade os números podem ser bem melhores, depende do motorista. Ligar o motor é num botão situado no console e a chave é do tipo Keyless, acionar o freio de estacionamento é numa tecla, e com muitos outros detalhes o carro mostra luxo e sofisticação com um preço bem menor que o da concorrência tendo em vista que ele possui muitos atributos que a concorrência nem oferece. Com um design lindíssimo e uma longa lista de equipamentos o Novo Peugeot 3008 custa R$135.990. A Peugeot esta num momento histórico com um novo posicionamento de sua marca, melhorando cada vez mais sua imagem com seus clientes e valorizando melhor seus modelos usados.  Na próxima edição vou dar mais detalhes deste lançamento.

MARCAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO DOS VEÍCULOS
Lançado pela WPP e Kantar Millward Brown o Ranking 2017 BrandZ Top 100 Marcas Mais Valiosas do Mundo aponta que a Tesla, que produz carros elétricos e com condução autônoma, foi a marca que ganhou mais valor, 32% em um ano. Ela nem esta no Brasil e agora ocupa a 8ª posição na frente da Land Rover e da Porsche. A Toyota continua sendo a marca mais valiosa, US$28,7 bilhões, seguida pela BMW, Mercedes-Benz, Ford, Honda, Nissan, Audi, depois Tesla, Land Rover e Porsche fechando o Top 10. A Toyota vale mais que o dobro da Ford que esta em 4º lugar.